terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Corrida para saber quem será o novo comandante da PM começa e esquenta os bastidores na instituição


Coronel Anastácio deverá sair nos três primeiros meses deste semestre

O clima dentro da PM deverá esquentar ainda mais nos próximos meses. Isso porque além das negociações salariais da categoria militar com o governo, o executivo deverá agraciar um oficial superior para ser o comandante geral em substituição ao coronel José dos Reis Anastácio, que deverá sair, ao que tudo indica, em março.

Por enquanto, as principais especulações recaem sobre o tenente-coronel Américo Gaia, que se encontra fora do Estado comandando parte da tropa da Força Nacional, e sobre o tenente-coronel Ricardo, que conta com o apoio de Anastácio e atualmente chefia a Assessoria de Planejamento da PMAC.

As primeiras informações também afirmavam que a chefe do Gabinete Militar, coronel Margarete, poderia vir a ser a primeira comandante geral mulher da PMAC. Embora não se possa descartar, essa hipótese é menos provável.  

Outro que deverá deixar a instituição nos próximos meses é o coronel Paulo Cezar. O atual subcomandante recebeu boas propostas para trabalhar fora da PM e pelo seu conhecimento na área de segurança pública e pelas fortes relações com o governo não será surpresa se ele chegar a ocupar um cargo na Secretaria de Segurança Pública com a possível saída de Reni Graebner.

Coronéis carimbados dentro da instituição como Júlio Cesar e Edvaldo, quando muito são candidatos ao cargo de subcomandante, nesse quesito, o primeiro tem mais chance de nomeação.

Corpo de Bombeiros


As águas no Corpo de Bombeiros continuam propícias ao mosquito da dengue. Fazendo um comando sem ganhos significativos para a instituição que ainda sofre com a falta absurda de efetivo e de melhores condições de trabalho, o coronel Flávio Pires deverá continuar no cargo. Quem poderá sair é o tenente-coronel José Alberto Flores, que tem carregado a instituição nas costas nos últimos anos. O tenente-coronel Gondin, que foi recentemente agraciado com uma estrela pelo Executivo Estadual, é o mais cotado para assumir o subcomando.

16 comentários:

  1. A pior notícia que vcs podiam dar é essa de que o FLÁVIO NÃO FAZ NADA PIRES SÓ TEM DISCURSO vai continuar no comando. Será que o nosso governador não ver a paralisia que tomou conta do bombeiro? Ou será que o nosso governador sabe e quer que continue assim. Sendo esta última verdadeora me deixa muito triste!!!!

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus! Meu Deus! Que absurdo é esse de dizer quer o TEN CEL Flores carrega o comando nas costa!!! Se bem que é difícil saber qual o pior dos dois. Um oficial que tirando a panelinha dele não tem nenhum diálogo com a tropa e os oficiais, fechado, retrógrado, travado, não deixa ninguém se manifestar, nem discutir os problemas da corporação. A única coisa que ele pode carregar só pode ser concreto, de tão rude. Ele e o Cel Pires fazem um comando medíocre!!!

    ResponderExcluir
  3. Opinião de um observador, construída depois de várias reclamações e demandas que chegaram a mim.
    Após várias sugestões feitas por bombeiros de confiança da corpração, faço essa sugestão ao nosso governador, já que ele vai fazer uma reforma no secretariado: Governador, use o bom senso e escute a voz rouca da tropa e dos oficiais, substitua o Cel Pires do comando enquanto há tempo e coloque outro oficial para a corporação ser oxigenada, respirar melhor. Faça o novo em nossa corporação também. Um comando que só vive atrasado, só chega atrasado, por onde anda é atrasado, leva o atraso como marca registrada. A corporação precisa de vida nova, de projetos novos que alavanquem os anseios de todos. Tá chegando os novos bombeiros e eles não podem encontrar uma instituição em frangalhos, sem rumo, acima de tudo serem recebidos por um comando desprestigiado, sem apoio tanto dos oficiais como dos praças. Isso seria muito ruim. Os novos bombeiros tem que entrar num clima legal, de otimismo, de motivação, com todos querendo para contagiá-los e assim prestar melhor serviço.
    Isso vai melhorar sua aceitação dentro da Corpóração. Já promoveu um oficial recentemente a Cel, e a maioria dos integrantes aprovou essa promoção, então continue a mudança. O momento é agora!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Anãlise sensata, correta e produtiva.

      Excluir
    2. A maioria quem cara pálida? Eleja um praça para ser o comandante, só assim o novo verdadeiramente seria instituído, o resto são faláscias.

      Excluir
    3. Praça não é formado para comandar. Quem quiser comandar alguma coisa, que faça concurso para Oficial.

      Excluir
    4. Reza uma máxima no CBMAC, que quem é um bom executor, fatalmente é um bom ordenador. A propósito quem foi que falou a você que para comandar precisa de curso, especialmente de oficial? Se for por curso, sei de profissionais altamente gabaritados e, inclusive pós-graduados em área como direito, engenharia civil, farmácia, odontologia, logística, entre outros, que são militares, quem perde é a corporação por não desenvolver mecanismos para aproveitá-los, e dessa forma melhorar a já bastante combalida imagem desta corporação.

      Não esqueça que o cargo de comandante é privativo do governador, ele escolhe quem lhe prouver, inclusive um praça sim. Isso não vai acontecer, pode ir ficando calminho, por que o governador não tem coragem, aí sim, lhe garanto, seria "fazer o novo".

      PS.: Além do que, com que cara ficariam os "generais três estrelas", com tamanho desprestigio.

      Excluir
  4. Cel Paulo Cesar para a Sesp? Deus me livre. Tem que ir embora e deixar a PMAC em paz!!!!

    ResponderExcluir
  5. Sugestão: Ten Cel Flores na Defesa Civil, tem curso na área e tem muita regeição da tropa, não deslancha como subcomandante.
    Cel Gundim no Subcomando do CBMAC, tem mais aceitação da tropa e melhoraria o relacionamento do comando com a tropa, que hoje é pesado por causa do Ten Cel Flores e Ten Cel Roney. Essa é a solução política, a solução do CBMAC e a solução dos anseios de quade noventa e cinco por cento dos integrantes do CBMAC. Além disso conssertaria o problema de ter um coronel na ativa e um Ten Cel no Subcomando

    ResponderExcluir
  6. acho que um of que esta extremamente preparado para comandar nossa PM seria o sub cmt,porém ele tem alguns vicios tipo viver como se estivessemos no mundo alice no país das maravilha comparar o acre com estados unido é masturba a capacidade de pensamento do policial .gente onde já se viu uma vtr com 2 policial conde ja se viu pregarem 40h semanal de trabalho e o policial de rua esta sempre altrapassa ndo e que trabalha interno sempre é poupadoo,toda vez amesma coisa nos P Os da vida tipo Op papai noel carnaval etc os mesmos emtram no começo depois viram fantasma na escala os PMs de rua so querem que os ADM cumpram suas 40 hrs o que pouco acontece pois o aquario é grande e quem esta no topo passa vista grosa. outra coisa se ele tiver problema com algem ele guarda rrancor e isso é pessimo,lembro certa vez que um PM nosso teve uma desavença com certo sec. o PM engenheiro florestal e o seu opositor nada mais nada menos só sec de estado então esse cidadão pedil aficha individual do policial e o cmdo deu gente até isso aconteceu então acredito que paulo cesar tem sim potêncial para ser cmt mas ele tem que ver onde pisa o aquario tá grande principalmentes em locais com penal prefeitura adms estc...militar

    ResponderExcluir
  7. O jardim será o mesmo.
    As flores serão as mesmas.
    Até a terra e a água serão as mesmas.
    Mas, principalmente, o ADUBO será mais do mesmo de outrora...
    Pobres minhoquinhas PM/BM, de corpo inteiro enfiados no ADUBO!

    ResponderExcluir
  8. Esses Oficiais que completaram o tempo tem que i embora, basta o tempo que tivemos que aguenta o tempo que quase não passa, alem de terem vindo do exercito , tem que saírem do comando , ou melhor irem embora do nosso Acre, pra não termos o desprazer de encontra com eles nas ruas embriagados,

    ResponderExcluir
  9. O coronel Paulo Cezar já que é o atual subcomandante da pmac deve assumir o comando da polícia militar do Acre.
    ele é bem preparado para o gargo de comandante.
    eu opoio ele em tudo que for preciso. Pc estou com vc.

    Oziel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita puxou legal hein, afffff!

      Excluir
  10. Imaginem só meus amigos, você passa 03 anos em uma academia, estudando, ralando, sofrendo distante da família, se dedicando a ter uma boa formação para que no futuro seja um bom profissional, passa um período complicado de aspirantado, aí de repente surge do nada um oficial vindo do exército, sem a mesma formação e dificuldade que tivemos durante os 03 anos, e ocupa o mesmo cargo que você lutou tanto para conseguir, o pior de tudo é vê esse oficial chegando no comando da corporação, sem nenhuma competência, sem conhecimento profissional e nem administrativo, sem nunca comandar uma unidade operacional, sem nunca ter encarado uma situação de anormalidade, e ainda ficar se escorando naqueles que acham que pode resolver o pouco que faz. É ruim mais isso existe, pois é assim no corpo de bombeiros, lamentavelmente nosso CBMAC não tem comandante, o que lá está se enquadra no texto acima, sem contar que é o último R2 da corporação e sinceramente o maior ganho da corporação seria sua passagem para inatividade. Quem sabe assim outros oficiais que estão marcando passo por falta de promoção sejam agraciados, inclusive o atual subcomandante. CEL PIRES o Senhor já tem mais de 30 anos de serviço, vá embora e deixe a corporação com aqueles que deram o sangue, coisa que o senhor nunca fez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Detalhe BM, passa três anos "ralando", para depois virar bibelô na corporação, onerando os cofres do Estados, com diárias infinitas e promoções ao piscar dos olhos, e ainda por cima vive frustrado por não conseguir mais poder, destilando veneno para todos os lados, especialmente àqueles que são possíveis herdeiros do trono do CBMAC. Como diz a Rita Lee, "é pior do que cobra cascavel, seu veneno é cruel...".

      Excluir

Evite palavrões. Dê seu apoio, faça a sua crítica, mas com respeito a todos.